Forbrukslån svar på Dagen | Halvin puhelinliittymä 2018 | Kredittkort Reiseforsikring | Sammenligne Strømpriser | Sammenlign Alarmselskaper | Forsikring | Billigste Mobilabonnement 2018 | Beste Advokat

CARLOS VICTOR WENDHAUSEN

CARLOS VICTOR WENDHAUSEN
2º Presidente
Gestão: 1917, 1918, 1919, 1920, 1921 e 1922

 

Carlos Victor Wendhausen nasceu em 1880 na cidade de Desterro, atual Florianópolis. Filho de André Wendhausen e de Maria Luísa Haendchen Wendhausen, seu pai foi proprietário da firma “André Wendhausen & cia” e fez parte com Francisco Pereira de Oliveira Filho e Lauro Linhares, da comissão nomeada para a organização da “Associação Commercial de Florianópolis”. Descendente de imigrantes alemães que aqui chegaram em meados do século XIX, sua família controlou uma extensa rede de negócios através da empresa “André Wendhausen & Cia” fundada em 1875 e cujo estabelecimento ficava na Praça XV de Novembro, esquina com a Conselheiro Mafra, local onde mais tarde foi construído o prédio do Hotel La Porta. Participou junto com Emílio Blum da Comissão Diretora do Partido Republicano Catarinense e foi do conselho consultor do Instituto Comercial de Florianópolis, junto com Joaquim Garcia Netto, Florêncio Thiago da Costa e Lauro Marques Linhares, outros membros da associação comercial. Carlos Victor Wendhausen casou-se com Lucy Cabral Wendhausen e ocupou o cargo de deputado na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, nos anos de 1910 e 1930. Foi vice-cônsul da Argentina e comerciante, diretor da Companhia Telefônica e fiscal do governo junto à Escola do Comércio. Participou da administração da firma fundada por seu pai e criou a Fábrica Santa Catarina, instalada na rua Bocaíuva e especializada na produção de camisas. Ele presidiu a Associação Comercial por seis gestões consecutivas, nos anos 1917, 1918, 1919, 1920, 1921 e 1922, começando ainda durante a Primeira Guerra em um período de crises econômicas, greves e mobilizações, como a Greve Geral de 1917. Além de presidente, Carlos Victor Wendhausen ocupou o cargo de diretor de trimestre nos anos de 1924 e 1925. Em sua administração, a associação mobilizou esforços contra a mudança nas escalas dos paquetes da empresa Loyd Brasileiro, enviando como representante, Abdon Batista para representar Santa Catarina no Encontro de Associações no Rio de Janeiro, onde foi abordada a situação de crise do comércio brasileiro. Também mobilizou esforços para a instalação do serviço de Colis Posteaux (remessa postal de pequenas encomendas). Destaca-se ainda a criação da revista Boletim Comercial, principal porta-voz dos interesses do comércio e porta-voz da associação. Carlos Victor Wendhausen faleceu em 7 de dezembro de 1939.

 

Projeto ACIF 100 anos
Elisiana Trilha Castro e Lucésia Pereira (pesquisa e coordenação)
Julia Massucheti Tomasi (pesquisa)

Texto organizado por Elisiana Trilha Castro

 
Fontes:

Livro Ata 1 (1915 a 1931). Arquivo ACIF 100 anos.

Jornal O Estado, Florianópolis (SC) de 14 de outubro de 1933

Jornal O Estado, Florianópolis (SC) de 8 de dezembro de 1939

CRUZ, Karina Martins. A Contribuição de alemães e descendentes para a formação sócio-espacial catarinense: O caso da Região Metropolitana de Florianópolis (SC). Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGGEO-UFSC). Florianópolis, 2008.

FONTOURA, Luiz Ari Souza. Levantamento de documentos históricos da Associação Comercial e Industrial de Florianópolis. Arquivo ACIF 100 anos, [s/d].

LAEMMERT, ALMANAK; SAUER, Arthur. Almanak administrativo, mercantil e industrial. Rio de Janeiro: Tipografia Laemmert, 1910, p. 5. Disponível em: <http://memoria.bn.br/DocReader/Hotpage/HotpageBN.aspx?bib=313394&pagfis=49740&pesq=&url=http://memoria.bn.br/docreader#>. Acesso em: 28 nov. 2016.