fbpx
Loading...

Distrito Criativo Estreitar irá revitalizar bairros do Continente em Florianópolis

11 de junho de 2021 - ACIF, Regional Continente, Sustentabilidade, Tecnologia e Inovação

Distrito Criativo Estreitar irá revitalizar bairros do Continente em Florianópolis

Iniciativa liderada pela ACIF, ação prevê a valorização econômica e ambiental


Além de histórica para Florianópolis, a região do Continente que compreende os bairros
Estreito, Balneário e Canto há tempos demanda ações concretas para a recuperação da economia e a valorização do ambiente e do bem-viver dessas localidades mais próximas à Ilha de Santa Catarina.

Finalmente, esta área tradicional tem um plano efetivo capaz de transformar e fortalecer uma importante identidade da cidade. O movimento ‘Estreitar’ foi desenvolvido justamente para isso – um incremento do ambiente de negócios, maior interação com a Ilha e o início de um ciclo desenvolvimento econômico sustentável, social e urbano.

A exemplo de ações semelhantes que mudaram ruas, avenidas, bairros e até cidades inteiras pelo mundo, a ideia é criar um Distrito Criativo, tornando este pedaço de Florianópolis uma referência estética, cultural e empreendedora. A concepção partiu de Marcus Rocha, membro do Conselho Superior da Associação Empresarial de Florianópolis (ACIF) e ex-superintendente de Ciência, Tecnologia e Inovação da Prefeitura Municipal.

“Ao iniciar um novo desafio profissional na região do Estreito percebi algumas lacunas importantes, que foram validadas em conversas com pessoas que conhecem bem o local. Percebi um sentimento coletivo de que existe um potencial subaproveitado e que algo deveria ser feito”.

Rodrigo Rossoni, presidente da ACIF, reforça que “esse território representa um dos mais importantes de Floripa em termos econômicos e populacionais, com grandes possibilidades de crescimento. O ‘Estreitar’ faz parte do Pacto Floripa, desenhado pela ACIF junto a diversas organizações com foco nos próximos 10 anos”.

A iniciativa foi construída em conjunto com mais de 20 lideranças do ecossistema local – empreendedores, entidades empresariais, sociedade civil organizada, universidades e o poder público estadual e municipal.

Ao longo dos últimos três meses, foram diversas imersões na metodologia de implantação e operação de distritos do grupo VIA Estação Conhecimento (UFSC). Ele vem trabalhando com diversas tipologias de habitats de inovação, inclusive em conexão internacional com um dos principais nomes mundiais do setor – Josep Piqué, um dos idealizadores do projeto 22@ Barcelona e presidente da Rede de Parques Científicos e Tecnológicos da Catalunha (XPCAT).

Para a professora Clarissa Stefani Teixeira, da Universidade Federal de Santa Catarina e líder do grupo VIA, o processo de engajamento do cidadão para a atratividade do território, tanto em moradia quanto no trabalho e lazer, deve ser uma constante deste movimento. Segundo Rocha, “o ‘Estreitar’ é uma visão coletiva de pessoas que moram ou trabalham na região, desenhando um futuro melhor com ações concretas para a atração de investimentos e criação de um novo momento de desenvolvimento sustentável”. 

A jornada iniciou-se pelo diagnóstico dos desafios locais, para, em seguida, propor soluções e a gênese de uma estrutura que permita ações rápidas – consolidando o processo em um documento de estratégias de desenvolvimento econômico para o Distrito Criativo contemplando guias condutores, governança, diretrizes e oportunidades de elaboração de projetos.

 “Chegamos à conclusão da necessidade de uma metodologia que potencializasse a colaboração e o associativismo para criar um movimento coletivo organizado e coeso para materializar todas as ideias. A ACIF, que sempre teve um olhar atento à região por meio de sua Regional Continente, não titubeou em ‘abraçar’ e liderar as ações institucionalmente”, revela Rossoni.

Diretrizes e futuras realizações

Para conferir a esse território do continente um perfil vibrante e criativo, o ‘Estreitar’ observará as boas práticas já existentes com a meta de atrair investimentos que potencializem as características locais, da gastronomia à indústria.

O local deve ser um destino relevante para quem quiser investir, empreender ou morar em Florianópolis. “Aliar o que existe no território com inovações, de forma que agregue valor aos empreendedores e à beleza do lugar será um grande avanço que transformará o ‘Estreitar’ em uma centralidade urbana de referência”, finaliza Rossoni.

Clique aqui para conferir o Documento de Estratégias completo do Estreitar.

LEIA TAMBÉM

Floripa Conecta 2022: segunda edição do projeto terá de Startup Summit a festivais de música
Floripa Conecta anuncia edição 2022
Prefeitura de Florianópolis amplia horário da Via Amiga do Ciclista

Newsletter

Você vai adorar interagir com a gente, prometemos!

Newsletter - Acif

Aguarde...