fbpx
Loading...

Novas Habilidades para Novos Tempos

6 de maio de 2020 - Núcleos

Novas Habilidades para Novos Tempos

 

Com o passar dos anos, o mundo corporativo foi impactado com as evoluções tecnológicas, mudanças sociais, globalização, envelhecimento da população e mudanças climáticas. Tantas mudanças estão fazendo com que algumas profissões que não existiam comecem a aparecer, enquanto outras vão sumir. Entretanto, as tendências para os próximos anos não se resumem apenas às novas carreiras. Neste século, a forma como trabalhamos está mudando, e também o perfil do trabalhador está mudando. E quanto mais olhamos para o futuro, mais percebemos que o ritmo acelerado do mercado de trabalho exigirá de todos nós – profissionais, empresários, empreendedores e colaboradores – um conjunto de habilidades essenciais. Nesse sentido, o Fórum Econômico Mundial lançou em janeiro de 2016 o relatório The Future of Jobs: Employment, Skills and Workforce Strategy for the Fourth Industrial Revolution, em que apresenta habilidades que todo profissional deve desenvolver para “enfrentar” esse mundo novo. Tal relatório apontava que a adaptação dos profissionais e das empresas deveriam acontecer até o ano de 2020.

Ironicamente (ou não), o surgimento de um novo vírus altamente transmissível numa cidade da China, que gerou uma pandemia, nos faz perceber que não temos o controle. Nos mostra que um planejamento bem feito, exige muito mais adaptabilidade do que previsibilidade. Nos obriga a repensar nossos hábitos, a forma de trabalhar, valores, crenças, saúde, relacionamentos, a lidar com o medo, a se comunicar, a conter o consumo, enfim, a reavaliar toda nossa forma de viver. Dessa forma, o tal relatório do Fórum Econômico Mundial de 2016 mais parece uma profecia do que uma orientação. Pois todas as habilidades para o profissional do futuro estão postas à prova agora! As dez habilidades são:

  1. Resolução de problemas complexos: elasticidade mental, pensar “fora da caixa”;
  2. Pensamento crítico: raciocínio lógico, analisar “prós” e “contras”, ponderação, decisão;
  3. Criatividade: habilidade essencial, pois máquinas não substituem;
  4. Gestão de pessoas: maximizar a produtividade com inteligência emocional;
  5. Coordenação com os Outros: habilidades interpessoais + diversidade;
  6. Inteligência Emocional: reconhecimento e a avaliação das próprias emoções e dos outros;
  7. Capacidade de julgamento e de tomada de decisões: encontrar insights nos dados analisados;
  8. Orientação para servir: ajudar aos outros, adaptar os produtos e serviços ao cliente, ter marca com propósito;
  9. Capacidade de Negociação: habilidades interpessoais com clientes, colegas, gestores e equipe;
  10. Flexibilidade cognitiva: ampliar os modos de pensar, expandir os interesses pessoais e profissionais, sair da zona de conforto.

Agora, certos de que existe um “novo normal” e que nosso futuro tem se tornado mais incerto, tanto no âmbito econômico, político, ambiental ou social, é evidente que os profissionais e as empresas precisam se reinventarem em tudo (ou vão ficar pra trás)! E não basta inovar em produtos ou serviços, tantas mudanças exigem uma revolução holística – considerando o todo não somente como uma junção de suas partes, buscando entender os fenômenos por completo. Importante ressaltar que não existem fórmulas prontas e nem previsões definitivas sobre as mudanças que vamos enfrentar, o que existe são cenários possíveis. Além disso, é importante não confundir esses cenários com modismos, palavras do senso comum e discursos prontos. Esses cenários apontam tendências emergentes, baseadas em fatos, em novos parâmetros culturais, comerciais e de empreendedorismo que estão trazendo, a nível global, uma mudança radical no mundo como o conhecemos. É preciso estar atento! Forçosamente teremos que mudar diversos de nossos comportamentos e os novos hábitos de higiene, como máscara e álcool gel, serão apenas alguns deles, possivelmente o mais simples. Assim, não apenas os pesquisadores, governantes e futurólogos que devem olhar para o futuro, e sim, todos devem! Quais habilidades você está se desenvolvendo para o seu futuro?

 

Por Camila Albuquerque – Empresária de arquitetura, experiente em gestão de projetos e de equipes na construção civil, Pesquisadora sobre o Futuro do Trabalho, Master Coach, ajuda pessoas a transformarem suas profissões através da jornada Reinvente sua Carreira e jornada Arquiteto SIM.

 

LEIA TAMBÉM

Inscrições para o Prêmio Inovação Catarinense da Fapesc seguem para a reta final
Empresa Cidadã e Top de Marketing e Vendas ADVB/SC estão com inscrições abertas até o final de outubro
ACIF defende apoio e diálogo com a governadora interina, em nome da retomada econômica de SC

Newsletter

Você vai adorar interagir com a gente, prometemos!

Newsletter - Acif

Aguarde...