Florianópolis

Florianópolis tem o turismo local como um dos principais geradores de emprego e renda do município. Por ser uma capital cercada por praias desperta a atenção de milhares de visitantes de vários lugares do Brasil e do mundo, que encontram, além de belezas naturais, a infraestrutura de uma grande cidade com altos índices de qualidade de vida. Se na alta temporada o turismo local volta-se para as praias da região, na baixa temporada a capital catarinense se transforma em ponto de encontro para eventos de negócios, como seminários e congressos.

Outro ponto importante do desenvolvimento econômico local é o pólo tecnológico de Florianópolis. O município tem se consolidado no cenário nacional e internacional como um polo de empresas de base tecnológica. A capital catarinense possui cerca de 600 empresas de software, hardware e serviços de tecnologia, que geram cerca de 5 mil empregos diretos.

ponte-hercilio-luz

Maricultura também se configura como importante atividade econômica da cidade. Atualmente, o município é um dos maiores produtores de ostras do Brasil, gerando renda para várias famílias por meio de empregos diretos e indiretos e engordando o faturamento anual da capital com o cultivo de moluscos.

O destaque do ramo industrial de Florianópolis está na chamada Região da Grande Florianópolis. Municípios vizinhos como Palhoça, Biguaçú e São José concentram grandes empresas e oferecem a estrutura necessária para a criação de distritos industriais.

Ano Números
População estimada 2015 (1)469.690
Receitas orçamentárias realizadas 2014 (2)R$ 1.388.574
Valor do Fundo de Participação dos Municípios 2014 (2)R$ 107.874
PIB per capita a preços correntes 2012 (3)R$ 29.122,65
Cadastro Central de Empresas (unidades locais) 2013 (4)27.333
Cadastro Central de Empresas (atuantes) 2013 (4)25.894

 

(1)Fonte: IBGE. Diretoria de Pesquisas – DPE – Coordenação de População e Indicadores Sociais – COPIS

(2)Fonte: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2014 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2014. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional. Siconfi: sistema de informações contábeis e fiscais do setor público brasileiro. Brasília, DF, [2015]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/index.jsf. Acesso em: jul. 2015.

(3)Fonte: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus – SUFRAMA.

(4)Fonte: IBGE,Cadastro Central de Empresas 2013. Rio de Janeiro: IBGE, 2015. NOTA 1:Atribui-se zeros aos valores dos municípios onde não há ocorrência da variável ou onde, por arredondamento, os totais não atingem a unidade de medida. NOTA 2:Os dados com menos de 3(três) informantes estão desidentificados, apresentando a expressão Não disponível, a fim de evitar a individualização da informação.